quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Deslarguem-me que eu vou-me a eles!


Uma Thurman em "Kill Bill"

Depois de ouvir uma certa história da boca de um amiga, confesso aqui que os homens casados e com filhos que andam por aí a meter-se com todas ou que andam enrolados com tudo o que é rabo de saias, despertam em mim a Lorena Bobbitt adormecida. É mais forte do que eu. E são tantos. Todos os dias sei de mais um. Oh God. E depois ainda há quem os desculpe. Quando oiço aquelas historiazinhas do - Ah e tal, ele é muito infeliz no casamento, coitadinho, por isso é que anda por aí com tudo o que mexe. Ah e tal, a mulher dele é uma bruxa, por isso é que ele é assim. - Ah e tal, ele diz que está farto daquilo, não tarda pede o divórcio. - só me apetece sei lá o quê. Estes tipos não têm vergonha.

24 comentários:

Marco Batista disse...

A ultima pessoa que me disse o mesmo que tu estás a dizer, apaixonou-se por um homem casado. Tem cuidado.

Anônimo disse...

Solidária contigo! Nós depois é que somos as destruidoras de lares, quando muitas vezes, esses "coitadinhos" mentem sobre o estado civil deles.

Acabem com "essas espécimes". Ah, e já agora, com as "outras que os desculpam".

JJ

Anônimo disse...

Indo de encontro com este texto, estava agora a conversar com uma colega de trabalho que me contava que a irmã tinha conhecido um fulano, todo XPTO, a primeira vez que saem encontram-se com um casal amigo dele que lhe pergunta…”E a tua mulher como está?”
Óbvio que ela não sabia que o dito cujo era casado e depressa o espantou
Quanto à velha história do está infeliz no casamento, vai pedir o divórcio é a velha história do vigário que é contada para engonhar as mulheres
Um beijo
Rsrio

Gaja com G maiúsculo disse...

Infelizmente, é o que mais há hoje em dia, para isso simplesmente não namoravam, simplesmente não se casavam, é a minha opinião. Mas nãooo, querem ter tudo!

Pena tenho é de quem cai na rede deles, isso sim, e conheço alguns casos.

Amarelo disse...

Geralmente sao o tipo de pessoas que se casaram porque se acomodaram...e seguiram a ordem "natural" das coisas sem querer muito se chatear...

Silk disse...

Podes até dar uma de Lorena Bobbitt, mas aprende c/os erros dela: ela limitou-se a cortar o apêndice da criatura e depois pegaram-lho de volta e o freak virou porno star!
Corta, corta rente, mas antes de deitar fora coze na panela de pressão!

;-)

Anônimo disse...

Pois é... De facto, eles não têm vergonha, valores, princípios, nada!! Mas... as mulheres que andam com esses tais homens casados e dão essas desculpas esfarrapadas... também não têm vergonha nenhuma, pois não??

CA

Anônimo disse...

I found this site using [url=http://google.com]google.com[/url] And i want to thank you for your work. You have done really very good site. Great work, great site! Thank you!

Sorry for offtopic

Anônimo disse...

Trabalho numa empresa em que a maioria dos colaboradores são homens. Aparentemente são todos uns senhores, mas há um que de tanto orgulho que tem de ser infiel, se desbronca com histórias inimagináveis. É "casadíssimo" como tantas vezes o ouço dizer, mas pelo menos 5 das poucas meninas daqui já marcharam.A mim mete-me nojo, só.

Anônimo disse...

Mas acha que a vergonha "alimenta" alguém?
Se fazem o que fazem é porque não pensam quanto mais sentirem vergonha ... o que é giro é eu saber de casos em que eles fazem e depois recebem da mesma moeda. Triste é dizerem depois que as mulheres são umas p**as mas eles não :-(
Podemos estar em 2009 como poderiamos estar em 2100 mas a culpa para isto será sempre das mulheres: mas se somos assim tão "beras", a ponto de provocar infidelidades e afins, porque raio é que eles não vivem sem nós?
O que mais me preocupa é andarem a enganar-se: se eu não estou satisfeita com a minha relação vou andar a "enganar-me" e a trair o meu marido/namorado/whatever? Não. Andei assim anos (já falei nisso noutro lado :p) até que chegou uma altura da minha vida em que pus um ponto final e tomei uma atitude para mudar de vida.
Uma coisa gira no entanto: nós, mulheres, temos que nos desligar, emocianalmente, para nos "enrolarmos" agora eles não têm essa necessidade; afinal é fazer e andar para a frente e depois "aquilo lavadinho, enxutinho e passado a ferro fica como novo" portanto qual vergonha qual carapuça - é mais outro "cromo" para pôr na lista :p
_ba_

Bibendum disse...

Absolutly de acordo.Só apetece andar á estalada com força. Enfim, já não se pode esperar muito anyway!

Woman Once a Bird disse...

Plenamente de acordo. E acrescento também que se em algumas versões a esposa é uma bruxa, as mulheres com quem ele anda (coitadinho) são umas galdérias que se enfiam debaixo dele. Tudo menos as responsabilidades ao menino...

PJ disse...

Bom dia, Kitty! é verdade...tb me passo com este tipo de gentinha...não demonstram o menor sentido de respeito e consideração pela outra pessoa (amiga) nem pela esposa. Só olham para o seu proprio umbigo, desde q estejam satisfeitos...e o pior é q gozam, fazem pouco dos sentimentos alheios...passo-me!

Rita Baguinhos disse...

Sinto o mesmo... se não estão bem que partam para outra e que se portem como uns homenzinhos!

art.soul disse...

infidelidade é burrice e manifesta-se nas mais variadas idades, raças, religiões e estado civil.

Anônimo disse...

Haverá sempre um ou outro que desculpa a falta de carácter, de respeito, a falta de tudo nestes indivíduos. Tanto como amigos a um total desconhecido. Eu sempre ouvi dizer que "quem está mal, muda-se". Simples. Muda-se e depois pode-se ir muito bem conhecer outros poisos. Isto é muito mais fácil que aprender a tabuada do 1. Mas ainda há quem queira ter tudo ao mesmo tempo. Não vou dizer que os tempos eram outros, mas acho que cada vez mais nos preocupamos só connosco. Os outros que se lixem... Enfim... uma tristeza.

Recantos e Pensamentos disse...

Não tem vergonha mesmo e, o pior, as mulheres acreditam mesmo nessa estorinha deles... Precisam assistir ao filme "Ele não está tão afim de você" (He's Just Not That Into You)!

Maçã e Canela disse...

Podes crer, não são assim tao poucos como isso.

Álvaro Vila-Chã disse...

Não só não tem vergonha, como são capazes de julgar mulheres que fazem o mesmo, como ordinárias, como se eles fossem de consciencia limpa!!
Creio que este é um problema deles apenas. Eles são a base, onde tudo começa, mas a sociedade, e incluindo, muitas mulheres dão o aval a que isto continue..
Mas são com atitudes como a minha, ou como a tua que pode fazer com que isto começe a mudar..

Smurf disse...

Quando te fores a eles diz-me, que eu ajudo. Não são felizes no casamento e tal... e se em vez de andarem à procura fora de casa de uma "palerma" que lhes ampare os golpes, se resolvessem mas era os problemas! No fim, grande parte das vezes, não é para eles nem para ninguém! Ou melhor, se for é só mesmo para eles, porque gozaram na boa e coitadinhos depois ficam cheios de dúvidas e tal... Não há pachorra. Mas é o que dizes, nascem a cada dia como cogumelos... e ainda há mulheres que lhes servem de ombro e ouvido!!! Por isso já sabes, conta comigo!
:)))

Vitor Frazão disse...

Isso é um grande mal social nascido do "quase". A mania que as pessoas têm de viver e actuar em áreas cinzentas, em que não fazem um coisa nem outra.

Que raio é tão difícil entender que ou se está num relação ou fora dela? Em certos assuntos não pode haver cá meios termos.

PS: não são só os homens (se bem que a estatística não está do nosso lado nessa questão)e nessa situação a culpa é repartida entre o traidor e aqueles(as) com que se trai.

http://cronicasobscuras.blogspot.com/

hierra disse...

Eu acho que deve ser um vírus daqueles mais contagioso do que o da GRIPE A, porque eu também tenho ouvido histórias dessas. Eles precisavam mesmo de encarar com essa senhora do que falas....mas as mulheres tb têm de aprender a não dar trela a esses individuos.

mulher de quase 40 disse...

Esse tipo existe e está cada vez mais fácil encontrá-lo em nosso convívio porque as mulheres insistem em acreditar nas mesmas desculpas que eles dão desde os tempos de nossas bisavós.
Se as mulheres não topassem esse tipo de relacionamento, esses tipinhos deixariam de agir assim.

Miss V. disse...

Cara Kitty,

o seu texto é deveras divertido. Também gostei do comentário que sugere que depois de capado, a cozedura a vapor é bom remédio antes da cosedura e da plástica.

Imagine que há canalhada dessa que tem como máxima que até 3 "gajas" em simultâneo a coisa se resolve tranquilamente (mais de 3 mulheres de cada vez, é que começa a por em perigo a saúde e resultar em nervos).

3? Não só engana a mulher, como a amante com uma segunda Outra!! Lindo, não é?

A existir a Lei do Retorno esses dissimulados calculistas, que só arranjam gajas porque as envolvem dizendo que elas são a TAL, vão um dia descobrir que têm um par de bandarilhas de tamanho generoso, a disfarçar uma calvice que se deseja galopante.