domingo, 18 de outubro de 2009

Vícios


Sarah Jessica Parker

Estou a escrever-vos do meu portátil novo. Lindo, lindo que só ele. Uma autêntica jóia da coroa que me fez gastar dinheiro antes do tempo. Eu até queria comprar um novo, sim, mas não era já já. Mas como o antigo morreu sexta-feira de madrugada (para que ele ressuscitasse teria de pagar metade do preço de um novo) e eu dei conta de que a minha cocaína e os meus anti-depressivos afinal são um computador ligado à net, lá tive eu de ir a correr à Fnac, num domingo à tarde (coisa que abomino), depois de chegar de viagem.

É que se souber que não tenho um computador ligado à net em casa, começo a delirar e a entrar em histeria. É triste, mas é a realidade. Nada que eu não suspeitasse, mas agora tive a certeza. Até posso ir de férias sem ele e nem sentir falta, até posso andar um dia inteiro sem me lembrar que isso existe, mas se souber que não o tenho, entro em transe, tenho ataques de urticária, fico com vontade de bater em toda a gente, e isso não é bom.

22 comentários:

Clau disse...

Ahahahah! Muito bom. Aconteceu-me o mesmo, ou melhor, entrei em ressaca quando em finais de Maio tive um fim-de-semana de trabalho de campo. Como dizer isto sem parecer LOUCA? Mesmo com mais 20 pessoas, entre as quais a minha melhor amiga, malta estrangeira e super porreira e o homem que me faz suspirar ultimamente pelos cantos perto de mim, eram 16.00 e comecei a sentir falta de algo. Falta de comunicar com pessoas que não conheço de lado nenhum. Ir ao mail, ler blogues.. enfim, uma panoplia de coisas que não mereciam naquela altura a minha atenção. Lá me contive e agora, já não sinto aquela falta intensa. Aprendi a conviver sem o bicho, mas voltando de qualquer lado, tenho que ir enfiar a narigueta.. Fatal como o destino.

Gaja com G maiúsculo disse...

Bemmmm fico feliz por não ser a única criatura à face da Terra que não consegue viver sem ter o seu portátil, para sempre que me der na real gana ir lá em trabalho ou lazer! :D
Como te entendo...

Kat disse...

Acho que já somos todos assim.. dependentes do pc e da net.. tambem já não posso sem isso..

Lady Bennett disse...

Acontece-me sempre precisamente o mesmo. Até posso nem andar a ligar nenhuma ao computador ou à net, mas assim que sei que pifaram, entro em psicose, lembro-me de mil e uma coisas que queria fazer online, eu sei lá...

E claro que o que mais me custa é passar sem os blogues. Os meus e os dos outros. Isso sim, é tortura.

(Mas giro, giro, é o computador morrer completamente na véspera da entrega de um trabalho e não o ter mesmo em mais lado nenhum. Isso é que é...!)

Rita Moura disse...

Pior mesmo só o computador não morrer mas limpar-se sozinho, ou seja, formatar-se. Além de ficarmos sem nadita de nada, ficamos na mesma com o computador "velho".

:)

Rose Dawson disse...

subscrevo, é só.

Anônimo disse...

Comprar um pc na Fnac??
Deitar dinheiro à rua!

"entrar em transe"
Acho que não seria bem isto que querias dizer. Não faz sentido algum. Entrar em transe é algum de bom, soberbo,libertador é +/- o nirvana. Entrarias em transe, por exemplo e segundo o que dizes, quando tens o pc ligano à net. Aí, sim, faria sentido.

Kitty Fane disse...

Comprar um pc na fnac é deitar dinheiro à rua? Pq? sabe se eu n tinha visto já os preços noutros sítios?

Entrar em transe no meu dicionário é entrar numa situação perigosa ou difícil, é entrar em crise, é entrar em perigo. Portanto, faz todo o sentido, sim.

Da próxima vez, antes de se armar em chico-esperto, certifique-se da correcção que me vai fazer. Obrigada. :-)

Vanity disse...

Percebo-te lindamente! Estou viciada no meu blogue, no teu e outros mais ;)só de pensar que estou com uma grande ideia e não a posso por já num post entro em depressão.

PS: O dono do comentário anterior não tem seguramente um blogue, senão percebia-nos! ;)

Caramelazinha disse...

Subescrevo tudo!!

Anônimo disse...

Aposto que Kitty Fane comprou um Sony Vaio lindo de morrer :D

Também não sou a maior fã da Fnac para portáteis, mas respeito quem compra lá :)

Boa sorte com a nova aquisição Kitty. Que dure muitos e bons anos e que saia dele tudo o que nos faz deliciar quando vimos aqui ao blog :)

Cátia Afonso

PP_FANTASMA disse...

Miss Fane,
Os meus sentimentos, pela perda!
E já agora, os meus parabéns, pelo início de um novo ciclo informático:)
Ks

prada disse...

É um desatino .
Verdade , já me aconteceu.
Autêntica dependencia ... Vicio mesmo..
Quando cozinho fico sem refeição, queima tudo:)

Fofocas disse...

kitty fane, hoje a pipoca teve uma grande surpresa aqui no norteshopping! ;-)

http://fofocaemdia.blogspot.com/2009/10/pipoca-no-norteshopping.html

Cat disse...

Lá está, sentimos falta das coisas quando já não as temos. Mas quando as temos, nem lhes damos assim muita importância. Porque sabemos que as temos.

The Teenage Royalty disse...

"É que se souber que não tenho um computador ligado à net em casa, começo a delirar e a entrar em histeria" como eu te percebo :)

Precis Almana disse...

E ao fim-de-semana agora a Fnac tem campanhas boas...
Então boa estreia ;-)

MAC disse...

Pensava que era só eu! Afinal não estou só. Posso não ligar nada, mas assim que sei, que não tenho, está tudo estragado. Admito, sou um bocado net addict.

E ficar sem rede?

Vou muito para o Alentejo e na minha zona é o castigo da ausência de redes. Comecei por ter para lá Vodafone, agora está para ali arrumada, porque foi uma das tentativas frustradas, que quase me levou a apoplexias e síncopes muito nervosas. Foi ver-me de laptop em punho, ainda em camisa de dormir, a vaguear entre oliveiras e sobreiros, numa tentativa vã de um mísero tracinho de rede. A TMN resulta, já a experimentei, mas volta e meia cai, o que me deixa stressada. Ora, férias e fins-de-semana, não são sinónimo de stress, por isso da última vez, levei Kanguru da Optimus.

Pronto, consigo estar a dormir sem vir aqui, consigo ir à praia, às compras, ginásio e por aí a fora, mas tenho de ver os mails todos os dias, pelo menos de manhã e à noite. Ver o meu acesso vedado, já começa a ser para o complicadinho.

*B* disse...

O que me deixava louca era ter de levar o meu portátil para o trabalho. Como dependo do PC para as formações que dou, os portáteis (ditos normais) são pesados. Há uns meses comprei um notebook minúsculo e leve. Uma maravilha! Já não vivo sem ele.

E vá, agora que estás aí no PC novo, faz-me a vontade e muda o verde do blog!


;)



Beijinho e boa semana, Kitty*

a Gaja disse...

Também sou assim, quando não tenho pc é como se não tivesse nada, muitas vezes está ligado só por estar porque nem lhe ligo...mas se acontece algo ui ui até subo paredes.

Xana disse...

Também sinto o mesmo...!

Adoro o sexo e a cidade mas nessa foto a Carrie ficou com um aspecto meio velho de bruxa... nada a ver mas não resisti!

Calíope disse...

ahahahahha! Há uns tempos fiquei sem ligação aqui em casa (num fds ainda por cima) e parecia uma barata tonta! Não sabia o que fazer... e senti-me a fazer campismo!!!! Tipo no meio da Natureza sem os 'básicos'!!!!