terça-feira, 22 de setembro de 2009

Pobres crianças

Eu acho muito bem que as pessoas andem com quem bem entendam, mas não há necessidade de incluir sempre os filhos nesse desfile de namorados. Pobres crianças.

12 comentários:

Anônimo disse...

Tens toda a razão.
Esta miuda deve ter uma carência afectiva gigante que nem a faz pensar no mal k provoca à filha com tanta "rodagem".

Marta

Anônimo disse...

Esta rapariga é tão bonitinha mas ao que parece padece de algum problema grave do foro psicológico...

Claudia

wednesday disse...

Ao menos neste caso não aparece a fotografia da criança, mas quando não há mais nada para dizer...

Anônimo disse...

Acredita, desde que se divorciou do pai da filha, já perdi as contas aos namorados que ela (e a filha) conheceu!

Maria disse...

Concordo contigo.. Que tenha os namorados que quiser, agora sujeitar a criança a tanta instabilidade..!

beijinho.

Mais um homem... disse...

A questão não é tanto com quantos anda mas com quantos não fica. Uma coisa é umas noites e ninguém precisa de saber, outra coisa é relações assumidas umas atrás das outras e todas muito "sólidas", parece-me dependente da atenção dos media.

Laetitia disse...

Então mas ela não andava com o Lucho?

Anônimo disse...

Que engraçado. Hoje foi o dia de almoçar à da sogra e de passar os olhos (e sim, admito que leio uma coisita ou outra, às vezes)na "Nova Gente" e quando vi essa Marta Leite com um namorado novo até comentei que a mulher já estav mais que repassada. Que horror, um bocadinho de contenção não faz mal a ninguém. A mulher arranja namorados cá com uma facilidade. Foge de perto......e agora passei aqui pelo blog e vejo o post. Sendo assim é um facto cientifico comprovado.
Dora

Moon disse...

MENSAGEM DE ALERTA PARA QUEM DE DIREITO:

Não tendo possibilidade de avisar alguém com poder de decisão sobre a vida da menina Esmeralda e tendo conhecimento deste blogue onde verdadeiramente se desfiam as preocupações genuínas com esta menina, solicito a vossa atenção para algo que configura uma realidade muito triste nada parecida com a que ela viveu até aos 7 anos.

Sei que este não é o género de comentário que a vossa Direcção aprecie mas estou verdadeiramente indignado e incapaz de silenciar algo que carregará de certeza consequências para esta criança.

Esta menina que vocês muito carinhosamente tratam por Princesa é mais uma gata borralheira. Não posso aceitar o que os meus olhos têm vindo a observar de algum tempo para cá.

Peço-vos, se verdadeiramente pensam nesta menina, publiquem o meu comentário que espero seja esclarecedor e comprovativo de muita coisa que se fala à boca pequena e prova que onde há fumo há fogo, ou antes, muita miséria.

Na passada quinta vi a família Nunes sair toda muito bem arranjada. Segundo uns vizinhos falaram iam para o Tribunal. Arranjados bem demais em oposição à trsite figura como apresentam a criança todos os dias.

E a menina que sai para a escolinha tão mal arranjada? Ainda ontem a vi sair com umas calças de ganga enormes com uma dobra na bainha quase até aos joelhos. E a menina anda com sapatos que têm um número maior que o que ela calça.

Esta menina que víamos sempre tão arranjadinha nas revistas e nos jornais anda numa pobreza, mas de desmazelo, que até dói. Presumo que tenha crescido e não tenha havido dinheiro para lhe comprar roupas. Ela anda a vestir roupas usadas que nâo têm tamanho apropriado para ela.

Dona Aidida, Senhor Luís, Dona Adelina, Senhora Doutora Juíza, Doutora Ana Vasconcelos, Senhora Professora, Amigos e Conhecidos,

Aquela família deve estar a passar por grandes dificuldades financeiras. Só assim posso entender a figura em que apresentam a criança. Será que nãopensam que os vizinhos todos conhecem aquela vida de cor e salteado. Sempre foi assim, uma grande miséria.

Entendam este comentário não como um ensaio de maldicência mas um apelo a quem de direito que entenda duma vez por todas que esta situação não pode continuar assim. Esta menina se ainda não está a sofrer vai sofrer muito.

Já pensaram como ela se sentirá na escola ao pé das outras colegas?

Não digo mais. Digo apenas o mais escandaloso. Mas cuidado, que moro perto e conheço muita gente e sei muito mais

Anônimo disse...

A solidez desta relação
deve ser como a de um castelo de areia (tal e qual as outras). O tempo o dirá. Aguardemos o senhor que se se segue...

Maria

Precis Almana disse...

Por momentos achei que ias falar da Elsa Raposo, essa outra mãe cuja vida amorosa parece um carrossel em dia de feira de homenagem ao santo da terra.

_ba_ disse...

Esta moça sinceramente deve ter um problema...além de não poupar a pobre da miúda já se adivinha sempre que serão "relações" fugazes e se o são qual a necessidade de se expor? Eu, uma simples mortal, nunca andei a desfilar com namorados (ou amigos coloridos ou whatever) mas esta parece que faz questão.
Então isto com o Betti até me provocou gargalhadas: aquilo é do calor. Aqui estamos no Outono mas lá já começou o Verão é a única "desculpa" que lhe posso dar.
(e depois deve ser uma cabecinha oca que até mete medo lol)