terça-feira, 15 de setembro de 2009

Mais do mesmo

Quando eu digo no post anterior que não há pessoas solteiras por opção, não estou a dizer que toda a gente quer casar ou viver junto e só não o faz por não ter o tal. Não. Eu estou a falar de ter namorado ou de não ter namorado. Casar e viver junto é outra história e aí reconheço que há pessoas que não foram talhadas para isso.

É que até me podem dizer que não, que não querem mesmo ninguém, que querem estar sozinhas, que eu não acredito que apareça alguém que vos agrade e vocês não sintam vontade de estar com essa pessoa. Mas, pronto, isto sou eu que acho. E a minha opinião é a minha opinião, não tem de ser a vossa. Já que cada um sabe de si.

14 comentários:

Ronaldo disse...

Concordo que tem gente que quer ficar só, é uma opção, e isso que faz cada um ser diferente do outro não?

te achei no blog de uma amiga, vim conhecer e gostei daqui

bjs

Ana disse...

Ok, então sim. Pensei que te referias ao estar "solteira" no sentido de "não viver a dois".
Aí concordo contigo. Uma coisa é não existir ninguém especial e não se andar á procura, porque se está bem sem ninguém, claro. Outra coisa é quando, mesmo sem querermos ou procurarmos, nos apaixonamos... aí duvido que não se queira estar com essa pessoa.

bjs

Flor disse...

Concordo a 100%
bjs

_ba_ disse...

Faça-se luz lol
Acho que a confusão se deveu ao facto de se utilizar o "nós" mas afinal não é nosso costume faze-lo?
Lá por utilizarmos o "nós" isso não quer que se esteja a falar de todas as mulheres do Mundo...
Eu bem digo que as mulheres não interessam a ninguém lol
(já dizia o outro: "como é que podes confiar nalguém que sangra 5 dias por mês e não morre? :p)

Drika disse...

Eu acho que existe pessoas que estao sozinhas por opção, outras dizem que querem ficar sozinhas,mas na real, nao achou ninguem,ou ninguem as quer.

Bjk

Precis Almana disse...

Eu não ando sequer minimamente à procura de namorado, tem mesmo que me "cair na sopa". Se isto não é estar solteira por opção, ok. Embora me pareça que andará perto, já percebi melhor o que queres dizer... ;-)

O Cantinho da Mimi disse...

Olá ;)

Dá uma espreitadela no meu blog :P
www.ocantinhodamimi.blogspot.com

Beijos*

Maria disse...

Cara Kitty, eu respeito a tua opinião.

No entanto já houve alturas em que tive solteira por opção. Sabes quando acabamos com um namorado? Nessas alturas não queres mesmo ninguém! E mesmo depois, existe sempre um período de "ressaca" que para uns pode ser 2 meses, 3,4, 1 ano sabe-se lá em que pura e simplesmente não se quer ninguém porque não se está para isso.

Eu neste momento podia me aparecer o gajo mais perfeito á face da terra que mesmo assim não sei se iria estar na disposição para investir numa relaçao ou mesmo numas quecas.

Há alturas em que apetece ficar sozinha, dedicar-se ao trabalho e aos filhos se for o caso (eu tenho 1 filha). Dedicar-mo-nos a nós (ás dietas!) e aos mimos ao corpo.

Por isso sim, axo k se pode tar sozinha por opçao.

beijo

guessWho disse...

para se ser feliz não é preciso viver a dois, mas quando se encontra essa pessoa de quem se gosta e é recíproco então... a dois tem muito mais piada ;)

Ana C. disse...

Penso que as pessoas dizem ese tipo de frases como uma auto-defesa. Quando se está sozinho constroi-se um monte de teorias, empilham-se todas vantagens da coisa e repete-se vezes sem conta que se está bem assim sem amor, que este não é preciso na equação da vida.
Tudo balelas que vão pelo cano assim que surge o lóbing. Contra mim falo é claro ;)

Anônimo disse...

Eu por acaso acho que ninguém está sem um interesse amoroso na vida por opção, mas sim porque não tem outra opção. Não que sejamos todos(as) uns(umas) desesperados(as), mas porque estas coisas não envolvem escolhas, ou se está apaixonado por alguém ou não. E quem está apaixonado e é correspondido, não me venham com tretas: não fica "solteiro". Quer estar com a outra pessoa, namorar, ter conversas parvas, saídas aborrecidas... desde que esteja com o objecto do seu desejo.

Quando se diz o contrário... hum:
1- Ou se está a passar uma fase de vida em que se está ferido, dorido, em recuperação de alguma situação que implica reconstrução - o que é passageiro;
2- Ou se está a passar aquela típica travessia no deserto em que nenhuma mulher/homem nos parece digna(o) de paixão;
3- Ou se está a querer criar uma imagem, uma frontpage, para os outros e para si mesmo(a).

Eu já fiz as três coisas. Agora que não estou só, tenho amor na minha vida, posso dizer que todas as três me parecem BS.

Todos podemos ser felizes e estar equilibrados sozinhos(as). Mas somos igualmente felizes acompanhados(as), e trocamos num estalar de dedos a "solitude" pela companhia do ser amado. TODOS NÓS. E descobrimos uma nova forma de equilíbrio. Passamos a estar a dois "por opção".

Por isso me custa ver alguns comentários mais abespinhados. Parece-me que as pessoas ainda têm de convencer os outros e a si próprias que "estar sozinho(a) é que bom", como se não o fosse. E como se realmente o fosse...

S.

Pipoca disse...

Toda a gente sente falta, volta e meia, de um aconchego. De uns braços à volta da cintura, de um beijo profundo. Apesar de haver pessoas, como dizes, que não são talhadas para relações sérias (casórios e viver junto) não há quem tenha a lata de voltar as costas a uma paixão.
beijinho

Anamar disse...

Concordo com a Pipoca. Eu mesma terminei um noivado de 3 anos e, mesmo não tendo ninguém em mente (pelo menos não concretamente), há dias, horas... enfim... que queria realmente ter alguém.

continuando assim... disse...

ninguém é feliz sozinho...


beijinho
teresa