segunda-feira, 31 de agosto de 2009


Marisa Miller

48 comentários:

suspiro de baunilha disse...

Questão mt complexa! Há tantos factires que podem influenciar... mas acho que o tamanha tem o seu "q" de importância, mas por si só não é suficiente ;)

prada disse...

Ufa , que isto hoje vai aquecer como o tempo, alerta amarelo para já!
No meio está a virtude, 18/20

Precis Almana disse...

Ahahahah

Se aquela coisa é feita para penetrar uma mulher, pois a dimensão do encaixe da mulher também interessa. E consta que as há pouco fundas, pelo que aí as pequenitas são boas. Aliás, só pode, porque sei de um gajo que a tinha tão 'quenininha que era caso para perguntar "ah já estás lá dentro?" e no entanto agora tem namorada...
A prada fala em "meio" e diz 18-20, pois 20 para mim já é desagradável... 17-18 é bom, 16 se for de diâmetro fixolas também.

renovada disse...

E está tudo dito!
:)

wednesday disse...

Acho que na parte final dizes quase tudo... Acima de tudo o dono... Que nós gostemos e que ambos saibamos usá-la:P

Anônimo disse...

Sim, o diâmetro é bastante importante. Uma pila grande mas fininha é de fugir :D

Bom post este!

Beijito Kitty!
Cátia Afonso

Textículos disse...

"...grande dá dores de cabeça..."

Isso depende do uso dado à dita!

*B* disse...

Concordo que, se ele disser que o tamanho não conta, é porque a dele é pequenina! O mesmo se aplica às mulheres! Se elas dizem que não conta, é porque o companheiro não é lá muito avantajado!

Cada um feliz à sua maneira, mas... lá que conta, conta!

loira disse...

Uma estrela porno, daquelas que gostam de cavalos e coisas do género não devem ter prazer com um chinês com pilinha pequena (dizem que são as menores do mercado).
Agora uma mulher média, se gostarmos do dono da pilinha, e este tiver arte não só na penetração mas noutras coisas, até pode ser uma experiência interessante!

Solteira de Salto Alto disse...

Pequenino? Não!
Interessa tudo, desde o tamanho, ao diametro, a qualidade, etc... Eles estão sempre sujeitos a criticas, nós temos mais sorte.

mjoaob disse...

Adorei a do dono. Sim, o dono tem taaaanta importância...
:D

Artur disse...

Para fazer um comentário masculino: esta descrição também se aplica na perfeição ao peito feminino.

Anônimo disse...

Que me interessa a mim se é grande se depois se pode revelar "preguiçosa"? Mais "vale pequenina e trabalhadora do que grande e preguiçosa" :p
Claro que há certas alturas em que talvez mais valia ir fumar um cigarro ou pensar noutra coisa mas, até hoje, não tive asssim nenhuma "surpresa" desagradável mas também nunca andei de "régua em riste" para tirar medidas aos ditos cujos...aliás acho que eles já sofrem bastante com isso portanto aqui temos mais sorte pois não andamos sempre a medir o "pipi" umas das outras lol
_ba_

Catarina* disse...

Eu acho que visualmente gostamos de ver uma virada po grandito.
No fundo conta é como o Homem trabalha, assim como para mim, o diâmetro mais do que propriamente o comprimento.
E depois minhas amigas, também temos a "carochinha" diferente umas das outras, há quem a tenha mais apertadinha ou mais larguinha ou o canal uterino mais curto ou mais comprido. E vendo por esse lado, do que interessa ter uma coisita grandita e larguita se depois ca po nosso lado a coisa é curta nos dois lados hein???

É como discutir o sexo dos anjos!

Christi... disse...

Falou tudo. rsrs

bjs, ótima semana

S* disse...

Importar, obvio que importa. Mas não condiciona. Pode ser pequena e dar prazer... e ser grande e não valer um corno.

O que é preciso é atitude. E ritmo. :P

ADEK disse...

O tamanho conta. Mas acho que fiquei com tendência a dizer que "não é assim tão importante" quando ouvi uma rapariga a dizer que estava a pensar acabar com o namorado (que era mt fofo, romântico, adorava-a, quase que parecia que sabia sempre o que ela estava a pensar e queria, que sentia que eram almas gémeas) porque o desgraçado era pequeno...Ainda acrecentou a todas as qualidades o pormenor "e ele até me consegue satisfazer, mas esteticamente faz-me confusão"... What?? Repito: não é ASSIM TÃO importante!

Lua disse...

Já li num livro, que é indiferente a largura e o tamanho do pénis...
Se eles tiverem um apila pequena e souberem " trab" bem com ela, é suficiente...E quantos têm-na grande...e depois...nada...

Anônimo disse...

Este post e os comentários que mereceu reflectem o actual estado das mulheres portuguesas.

Anônimo disse...

E agora pergunto eu (se não se importam): qual é o estado actual das mulheres Portuguesas?
E anónimo?
_ba_

morena disse...

Não tem grande coisa a ver com este post, mas achei que te poderia interessar, que o querido George Clooney partiu a mãozinha.
=( Snif...Snif... Tadinho...

Aqui fica, para veres: http://tomatespodres.blogspot.com/2009/08/george-clooney-partiu-mao.html

Anônimo disse...

Pois tenho a dizer que, embora sendo português, e não tenho nascido lá por terras de São Liedson, nunca tive medo da reacção que as mulheres poderiam ter quando lhes é apresentado o ditocujo.

Eu acho que é tudo uma questão de perspectiva... tudo depende da largueza e da profundidade do ground zero. As mulheres, sim, deveriam estar preocupadas com os seus atributos, que pode eventualmente revelar-se insuficiente para satisfazer o mais exigente macho viril.

Anônimo disse...

Caro ou cara _ba_

Não está à vista?

abraço

j.l.

Mak, o Mau disse...

Para falar deste assunto, também é preciso ter tomates.

No que ao resto diz respeito, por muito bom que seja o violino é preciso um bom executante. O resto é música.

Feiticeira disse...

Oh Kitty tu podes até falar do tamanho das pilas que não é problema... porque o fazes com classe e com piada! Adorei o post. Quando é muito grande assusta, mas também é uma questão de hábito... Eu prefiro grandes, sem dúvida alguma! Não um exagero, isso nunca vi, mas grandes é meio caminho andado. Eu tenho as minhas teorias apesar de não ter assim uma amostra extensa... E o dono importa muito, claro que sim!

Anônimo disse...

muitas autoras de alguns comentários aqui escritos, além do habitual na mala vão começar a andar de régua...

p.s. o Clooney partiu a mão? tem a outra...

_ba_ disse...

Cara sff :-)
Deve ser de ainda ter vindo de férias há pouco tempo mas não vejo assim nada de anormal ...
Já estou como dizia o outro: "explique-me sff como se eu tivesse 4 anos" lol

Blossom On A Tree disse...

Pois, uma pilita pequenita não tem piada nenhuma, não só é triste à vista como deixa muito a desejar nas suas funções. Mas a verdade é que o importante é que se saiba usar o que se tem e contornar estes problemas, porque um homem que seja "abençoado", mas que não saiba usar outros talento, também não serve de nada.

Lá diz o povo: "Mais vale pequeno e brincalhão, do que grande e molengão." ;)

Beijinho

Fofocas disse...

não sou púdica (antes pelo contrário!) mas TOO MUCH INFORMATION!!!

Anônimo disse...

Pois entao eu tive um azar do caraças, a única que conheci pequena trabalhava muito mal. valha-me deus!

bjinho

Patrícia

Anônimo disse...

Neste momento tenho um relacionamento com um homem que tem o dito cujo pequeno. A primeira vez que tive relações sexuais com ele fiquei muito assustada e afastei-me logo depois.Já o conheço há 1 ano e agora que me habituei já gosto muito e sabem porquê? Porque o adoro! Porque ele me faz muito feliz :)
Para mim o mais importante é fazer amor com quem amas...aliás ele até brinca comigo relativamente ao dito cujo e não tem qq complexo...em contrapartida tem um sorriso que me encanta :)

Anônimo disse...

kitty, devo dizer que sou extremamente bem apetrechado, vulgo "tenho um grande bacamarte" e isso não é sinonimo de felicidade, pois sinto-me muitas vezes usado pelas mulheres. É que quem é bem dotado, a fama persegue-o e todo o mundo feminino comenta.

synapse disse...

e também os há, com fama de 'é grande e grosso e dá 3 voltas ao pescoço', e depois a frase passa a 'é tão bom, não foi?', tipo coelhinho (sem duracell). nem muito pequeno, nem muito grande. dizem sempre que no meio está a virtude. mas não é, de todo, factor decisivo. e tendo em conta que apenas o primeiro 1/3 do canal vaginal tem terminações nervosas e é mais irrigado... o resto é basicamente espaço morto. arte, minhas amigas, é preciso é arte para utilizar o órgão(e as mãozinhas, e a boquinha, ... e tudo e tudo e tudo).

Girl disse...

Tenho de dizer que concordo inteiramente com o que foi dito pela Synapse.
Eu, ou tive muito azar com os maiores que apanhei, ou então quanto maior mais dificuldade em manter a erecção por mais tempo.

No meio termo é que está a virtude. E sim, o jeitinho conta muito mesmo.

maria disse...

Este post está bom sim. Mas é aquilo que toda a gente já sabe, acho eu! Nada de novo. Pelo menos quando já se viveu uns anos.
Deveria ter dito, sim, que grande é bom por exemplo para o sexo oral, sabe melhor;) Mas é menos bom para o anal... Uma mis fininha leva-se melhor: D
Sem papas na língua!

Anônimo disse...

Cara _Ba_

Não sei se não está a ver ou se, estando a ver, decidiu não ver, ainda que invoque, com propriedade, o argumento estival, por forma a atenuar inteligibilidade momentânea, sendo esta superior à atingível com 4 anos, pelo que me excuso a atender ao seu pedido.

Estima

JL

Anônimo disse...

O tamanho conta e muito. Se os homens julgam as mulheres pelo tamanho do peito, porque temos de ser sensíveis e desculpar só para nao lhes ferir o ego? Quando eles querem mamas grandes, que nem é com elas que f*demos (salvo alguns casos) e depois dito cujo de serviço já nao importa o tamanho? n me lixem...

13 disse...

Então e o que aconteceu ao propalado "com lingua e dedo não há mulher que meta medo"?

The Love Coach disse...

De facto, o tamanho importa. Mas quando não há tamanho pode-se sempre brincar com um strap-on :D

Imagination is the key ;)

Um abraço,

The Love Coach

Catarina* disse...

Tenho uma amiga que foi para a cama com um tipo que a tinha pequenina, muitoooooooo pequenina, segundo ela.
O rapazinho trabalhou com a boca e com o dedo e salvou a honra ao convento, porque segundo ela, ele já sabia que só com a pilinha não ía longe :)

Anônimo disse...

Cara _Ba_

Não sei se não está a ver ou se, estando a ver, decidiu não ver, ainda que invoque, com propriedade, o argumento estival, por forma a atenuar ininteligibilidade momentânea, sendo esta superior à atingível com 4 anos, pelo que me excuso a atender ao seu pedido.

Estima

JL

Anônimo disse...

Credo, monkey !

Eu sei que tenho andado afastado destas lides de "engates" e saidas com variadas miúdas há já algum tempo mas...já vi que mudou muito.


O "mulherio" está a falar/escrever disto com um "à vontade" impressionante !!!

Houve então aí duas meninas que MEU DEUS !!!

Monkey, serei eu que estou a ficar "soft" ???


Serei eu que estou a perder o
"eye of the tiger" ???

É que antes de casar era um gato bravo que tinha de sair para ir`
"à caça" mas agora dão-me o "leitinho" numa tigela sem ter de me esforçar muito, entendes ?!



O que me leva a pensar no seguinte: ....
(é melhor só pensar !!)


Deixo-vos com um conselho, meninas: os homens só gostam de mulheres agressivas muito raramente.

Os caçadores temos de ser nós e não o sexo fraco. (sem machismos)


Até breve,

monkey gasto e acabado

(pelos vistos )

13 disse...

«Se os homens julgam as mulheres pelo tamanho do peito, porque temos de ser sensíveis e desculpar só para nao lhes ferir o ego?»

Então mas afinal é por uma questão de "paga"...? Não tem a ver com estética nem com prazer físico?

Miss Complicações disse...

Por vezes, por mais perfeita que seja a pila quem não lhe sabe dar uso é a mulher. Como diz a Saltos Altos Vermelhos "São preciso dois para dançar o tango". Grande ou pequena o que é importante é que também as mulheres saibam rentabilizar o que têm. O que não falta por ai são mulheres que apesar de terem pilas perfeitas são "franguinhos mortos". "Pérolas a porcos" diria eu...

aespumadosdias disse...

Eu comprei a Visão.
:)

Carrie disse...

Finalmente alguém na blogsfera que admita publicamente! Ainda hoje tive de criar um post com essa tematica, porque já não estava aguentar, uma comunidade de mulheres (que por acaso até nutro especial admiração!)a dizer que o tamanho não interessa e importa é se são trabalhadores!

O Tanas! Size Matters! E reitero ainda que o diametro é bem mais importante que o comprimento...

Está dito! :)

Trintão disse...

Sinceramente, não percebo a controvérsia que este post e os comentários subsequentes geraram...

Acho normal as mulheres falarem destes assuntos. Nós também falamos do tamanho das mamas, da "amiga", do rabo, etc...

Para finalizar e retribuindo na "mesma moeda" queria referir que o tamanho da vagina é muito importante e duma forma inversa. Quanto mais apertada melhor! :P

É que não há pila que aguente uma vagina "lassa" e que não a saiba "aconchegar" ;)

Marta disse...

Ai não que não conta! Estar em pleno estado capaz de fazer trepar pelas paredes e de repente dar de caras com uma pilinha pequenininha é muito desconcertante. Eu diria quase que traumatizante. Uma imagem difícil de esquecer!