quarta-feira, 19 de agosto de 2009

"Adoro praia, não gosto é da areia"

Eu adoro comprar revistas e jornais. Revistas de moda. Revistas de viagens. A Visão ou a Sábado. O Jornal Expresso e o jornal i. Às vezes o Público. Compro tudo. Sobretudo no tempo de praia. Ora ontem como já tinha lido tudo o que havia para ler, tive a infeliz ideia de comprar a Focus. Não sabia eu que a revista era tão mazinha. Um montinho de lixo autêntico. Tirando um ou dois artigos, a maior parte da revista não interessa nem ao Menino Jesus.

Mas o mais interessante do montinho de lixo que eu comprei, foi uma espécie de poster da Carla Matadinho no interior da revista, com ela estendida dentro de água, de biquíni vermelho bem reduzido, de onde se destacavam aquelas duas bolas enormes que quase me entravam pelos olhos dentro. O poster tinha como título a seguinte pérola - "Adoro praia, não gosto é da areia". Pois, de facto, nem sei o que dizer. Gostar de praia e não gostar de areia. Bom. Carla Matadinho, filha, a menina deixou-me sem palavras. E a entrevista? Ui, muito interessante mesmo. Tinha perguntas tão pertinentes como "-Olha escandalosamente os borrachos que vê passar, ou aprecia mas disfarça?".

By the way, o que é que faz mesmo a Carla Matadinho na vida, além de ter sido qualquer coisa da Playboy? Será actriz? Será relações públicas? Será empresária? Uma destas três é de certeza. Se não for nenhuma destas, é modelo (com aquele corpo aponto para modelo de lingerie de gosto duvidoso que se vende por catálogo) ou actriz dos Morangos com Açúcar.

Foram os dois euros e setenta e cinco cêntimos mais mal empregues da minha vida.

(Caros anónimos, não percam o vosso tempo a tecer comentários do género: - Tu tens é inveja da Carla Matadinho. Sim, que isto uma pessoa já sabe o que é que a casa gasta. Não. Tenho inveja da Adriana Lima, da Gisele Bundchen e dessas todas. Ah e da Bar Refaeli que tem o corpo com que eu sempre sonhei. Dois melões no lugar das mamas não fazem propriamente parte do meu corpo de sonho.)

24 comentários:

Kikas disse...

oh, God! eu quando tinha três era assim.. mas isso inclui não gostar de praia, enfim. já agora.. uma passerelle até à aguinha, para a menina não meter a patinha na areia? ah, esquece, também há areia no fundo do mar!

Shizuka disse...

Hi Kitty…
Estou sempre atenta ao teu blog! Então com a diferença horária Vancouver-Portugal... É um must! É so fazer refresh durante o dia e lá tenho mais qualquer coisa divertida e interessante para ler.

Se não me engano, a moçoila andou a tirar um curso qualquer de Sociologia no ISCTE... Com sucesso ou não, não faço a mínima. No entanto ouvia-se, por portas e travessas, que aquilo lhe custou assim, sei lá...assim “um cadinho grande”! Mas também podem ser só as más línguas! Mas que passeava os livros na sala de Estudos do ISCTE, isso passeava, que eu vi, com estes olhinhos que a terra há-de (com muita pena minha) comer...

Cortes disse...

Isso so' me faz lembrar o filho de uma amiga no sabado que me dizia, eu adoro vir 'a praia e sair no barco 'a vela, mas a areia irrita-me tanto :-) Nota: Ele 4 anos, o que me parece equivalente 'a idade mental 'a da sujeita em questao que nem sei muito bem quem e'...

Teresa disse...

Eu devo viver mesmo numa Twilight Zone. É que não sei quem é Carla Matadinho )mas posso garantir que só o nome já faz pressagiar coisas que não me interssam nada).

Não, não vou investigar quem é a senhora (?). Fiquei elucidada com este post. Basicamente, tenho mais que fazer. Tenho à minha espera a crítica à peça autobiográfica de Carrie Fisher já na Broadway (Deus queira que ainda consiga vê-la), com o hilariante e eloquente título de Wishful Dtinking. É melhor, não é?

Beijinho. E a seguir ainda tenho um grande filme para ver. E tenho de estar no gabinete antes das nove. As Carlas Matadinhos desta vida podem ir morrer longe, a ver se eu me ralo.
Beijinho.

Capitão Microondas disse...

A Carla Matadinho até se lançou de forma bem mais cómica e caricaturável do que a que tu referes, mas provavelmente não sabes.

O que não é correcto ou tem cabimento é dizeres que a Matadinho tem corpo de "catálogo de lingerie barata". A Matadinho pode ser básica, simples ou não apresentar talento especial mas asseguro-te que tem um corpo fenomenal, daqueles que quem dera a muitas das pseudo-vedetas puxadas a photoshop que por vezes ilustram os teus posts (ex. Kate Hudson, muito querida mas fisicamente um estafermo escavacado).

Acho bem (e até natural, está-vos no sangue) criticarem-se umas às outras, mas ao menos sejam justas o que escolhem para malhar :)

Anônimo disse...

O teu blog tá giro, inteligente, mas aqui é mesmo dor de cotovelo... a gaija é boa como o milho!! e se não é muito inteligente?? qual é o problema?? e tu Kitty (ou devo dizer Ana....), escreves umas coisas mas a verdade é que não passas de uma professora 1ºciclo. Quem te julgas para dizer assim mal das pessoas??? Ter um blog não te dá esse direito..

S* disse...

Quem é ela?

É uma gaja que fez um filme porno com o ex namorado e ups... acidente... veio parar à net. Foi Playboy. E hoje em dia engatou o director de uma dessas revistas para machos. ;)

Paula disse...

Hum....lembro-me vagamente de ouvir falar numa gravação que circulou na net,ou umas fotos com ela e o namorado...acho que foi aí que a moça ficou conhecida.Do melhor,como se vê...

Woman Once a Bird disse...

Depende das experiências. Como madeirense, sei que é possível fazer praia sem areia (zonas rochosas ou praias com calhaus - primeiro estranha-se, depois entranha-se). Portanto, a afirmação da senhora não me parece assim tão descabida.

13 disse...

Isso é mas é inveja da Carla Matadinho! :D

Quanto ao que faz, acabou recentemente o curso de Sociologia, mas parece que não é para exercer, pelo menos a julgar pelas procura que há...

pretonorosa disse...

A querida da Carla Matadinho diz que é modelo. E ficamos por aí, porque na cabecinha não vai lá nada.

Queria kitty fane gosto imenso do seu blog. Já o li de fio a pavio e gostei imenso. Fico contente especialmente por saber que deu a volta por cima e saiu vitoriosa dos problemas que já teve na sua vida.

Miss Complicações disse...

Olá Kitty,

Diariamente leio tudo. Leio o que há de melhor e de pior.
Há coisas que perco tempo a ler e outras não. No fundo faço uma selecção do que poderá ser interessante e daquilo que poderá alimentar o meu neurónio. Claro que não falo daquele que está encarregue de me proporcionar a chamada sabedoria de "gaja" que se resume a sapatos, estilistas, tendências, truques para conquistar homens, enfim... todo o conhecimento que podemos absorver através das nossas amiga Cosmo ou Vogue. Refiro-me mesmo ao outro neurónio, o que nos permite manter uma conversa interessante e darmos uma a de “gajas espertas e inteligentes”.

Sinceramente, Carlas Matadinhos, Dianas Chaves, Filipas de Castro, Cinhas, Pipinhas, Morangadas.. e todo o universo e gajas empresárias, modelos e "Playboys", não me interessam. Passo a página e só paro quando detecto algo realmente interessante.

Segundo vejo, a Kitty até sabe reconhecer, relativamente bem, a qualidade da nossa imprensa escrita. Se voltar a comprar a Focus, aconselho-a a passar as páginas centrais. São lixo e em nada contribuem para o funcionamento do seu neurónio de “gaja inteligente”. Para a próxima poderá optar por uma Exame. É um pouco mais cara que a Focus mas, toda ela é muito interessante.

Quanto à curiosidade que demonstrou em conhecer um pouco mais a vida de Carla Matadinho posso esclarecer. Possui uma licenciatura em Sociologia, a qual tirou sem lhe custar "um cadinho grande". Não sei se é muito ou pouco inteligente, como tal não sei o grau de dificuldade com que tirou o curso. É modelo da Face Models, a agência da Fátima Lopes. Não é empresária. Diz-se empresária quem não faz nada, pelo menos que seja visível.
A Carla Matadinho, bem ou mal, ainda desfila, faz cinema, apresenta programas e há-de fazer algo mais…. Quem estiver interessado em saber mais sobre a ida da menina, pode consultar o site oficial. Se não encontrar lá informação, certamente encontrará um mail e poderá colocar as questões.
Quanto à lingerie pela qual a Carla Matadinho deu a cara posso dizer que é a Simel. Não sei se é vendida em catálogo.

Apesar de achar que este foi um post digno de “gaja cabra” (sem qualquer tipo de ofensa porque todas o somos. Inclusive eu), não é por isso que vou deixar de continuar a passar por cá, porque até gosto, realmente, do blog.
Tal como muita “blogueiras”, a Kitty já teve oportunidade de me ver indignada com inúmeras ressabiadas que abundam na “blogosfera feminina”. Não a considero ressabiada e gostaria de manter a melhor das opiniões que tenho em relação à Kitty.

Como sempre assino os meus comentários, sejam eles ou não favoráveis às opiniões dos autores dos posts.

Bjs e continue e brindar-nos com os seus divertidos posts

PS. Não faço parte do grupo de fãs de Carla Matadinho. Nem nada que se pareça…

Jornalista disse...

A Focus é uma revista originariamente alemã. O modelo foi comprado pelo Jacques Rodrigues da Impala, que simplesmente estraga tudo em que mexe.
É um velho nojento com 70 anos que tenta enfiar na cama todas as colaboradoras da empresa novas e com ar ordinário. Na mesma empresa emprega a amante, a mulher e a ex-mulher, além de vários filhos inúteis de várias relações. A vida do velho é de uma promiscuidade brutal, que transparece em TODAS as publicações Impala. Os jornalistas que lá trabalham consideram a Impala uma grande escola: de tudo o que NÃO se deve fazer em jornalismo. Não têm condições mínimas para trabalhar pois quase nem podem sair do edifício, a que muitos chamam Auschwitz. A grande maior parte dos artigos que escrevem são trabalho de secretária e são revistos pelo velho Jacques, que os adultera quase sempre. Em todas as publicações Impala o assunto é, de preferência, sexo.
Sem saber de nada disto, a Kitty percebeu imediatamente que a revista não presta. Agora percebe porquê.

Anônimo disse...

Sr. Anónimo,

A sua ignorância chega a níveis nunca antes vistos. Ora, "ser só uma professora do 1º ciclo" é, como parece dizer, o mesmo que lixo. Sim, senhor, que bela observação de mente capta. A julgar pela sua capacidade de julgamento social, não deve ter tido sorte com o/a docente mais importante na educação de um ser humano, eu diria até a mais importante. Lamento, mas para si já não há remédio.

Alexandra disse...

Bem, a Matadinho antes também não tinha maminhas...

Já privei com ela no ginásio e tenho que confessar que tem um corpo muito giro sim. Tonificado, proporcionado, bonito. Esta foto não lhe faz jus ao corpo. Agora, engraçadita, não uma beleza estonteante.

Parece sempre "aluada", é verdade mas nem todas podem ter tudo.

Quanto à publicação, é tão má, tão má que não me admira que se intervistassem Saramago, as respostas publicadas seriam muito semelhantes.

Choca-me mais essas visões redutoras dos professores do 1.º ciclo. Curiosamente, para além de ter uma mãe que o foi e ter assistido a todo o trabalho e preocupações que a acompanhavam para casa, a professora da primária foi sem dúvida a que mais me marcou.

Indubitavelmente, é o mais importante em todo o grau de ensino, o que acompanha o aluno por completo. A partir daí, sim, é uma jarda de professores que passam pela vida, a maioria sem deixar grande cunho. (Sem quaisquer desprimor para eles, simplesmente o acompanhamento é totalmente diferente.)

Mimi disse...

EHEHEH, olha, clap, clap, clap para o último parágrafo escrito a letras pequeninas :)

Anônimo disse...

Comprar Nova Gente, Vip, Quatro Ruotte, Focus, etc significa gastar dinheiro num mau trabalho, caro, sem qualidade, de um grupo editorial a agonizar.

II disse...

« escreves umas coisas mas a verdade é que não passas de uma professora 1ºciclo. » Mas desde quando é que ser professora de 1º ciclo é mau?! Não compreendo, sério que não. Provavelmente fala alguém cujo 1º ciclo não o teve ou acha que qq outra profissão (tal como ser Miss Playboy) é mais respeitável. Ora poupem-me!

Anônimo disse...

a matadinho "saltou" para o conhecimento do grande oúblico depois de, em 1998, as suas experiencias hortofrutículas terem ficado conhecidas, por causa de um namorado ressabiado.
na altura não tinha mamas, mas tinha uma grande capacidade de encaixe, no que a cenouras dizia respeito.
hoje em dia o caminho para a fama passa mais facilmente por uma banca de legumes, do que por um curso de sociologia...

Anônimo disse...

independentemente de gira ou não-gira, preocupa-me a avaliação que é feita da "inteligência" das outras pessoas com base numa entrevisteca pouco mais do que inquérito de Verão numas páginas levezinhas no centro de uma revista que pronto enfim. Como perguntadora profissional, posso garantir que é muito difícil conseguir respostas vagamente inteligentes a perguntas de vão de escada. Experimentem responder às mesmas questões que a Matadinho responde, coitada, e vejam lá se as vossas seriam mais "inteligentes"...

Miss Complicações disse...

Peço desculpas... só agora reparei em alguns comentários de... jornalistas e anónimos...
Tenham calma... Tal como a Kitty todo o leitor tem o direito a julgar o que lê e o que compra (de livre vontade..). Agora aproveitar este espaço para lavar roupa suja e falar mal do Jacques Rodrigues e da falta de qualidade das revistas do grupo.
Meninos, menina e anónimos... tenham paciência e respeito por quem come do lixo que é obrigado a fazer. Não se fala do que não se sabe. Se quiserem falar da mamas de cilicone da Carla Matadinho poderão fazê-lo pq todos sabem que é, verdadeiramente cilicone. Agora se querem falar das empresas onde muitos trabalham (desconfio que alguns de nós) façam-no no local e contexto adequado e claro... falem se souberem o que estão a dizer. Caso contrário mais vale cingirem-se ao silencio.
Se quiserem fazer um blog para falar mal do Jacques Rodrigues enviem-me o convite para fazer parte do grupo.

PS. Desculpa Kitty estas conversas paralelas que nada têm a ver com a Carla Matadinho.

Beijinhos

costela de adão disse...

Não consigo gostar da Focus. Comprei umas duas vezes e achei-a de fraca qualidade. Não gostei dos textos, nem das fotos nem do grafismo. Tem um ar antigo. A capa da desta semana é péssima - não falo do artigo, porque não li. De longe a Sábado ou a Visão. Quanto à Carla Matadinho, só a conheço de Miss Playboy, videos caseiros e por aparecer em muita coisa onde mais umas quantas pessoas que nada fazem senão aparecer, também aparecem. Se não corresponde à verdade, se calhar cabe à menina mostrar outros dotes...

famalda disse...

Hello Kitty

Eu sou a famaldakitty

Tomei conhecimento do teu blog há uns tempos, à procura de coisas da Kitty (da gatinha japonesa mesmo) e fiquei fã.
Tenho passado um mau bocado, com revoluções no trabalho e uma separação após o nascimento do meu filho, que tem 15 meses e ler o teu blog é definitivamente um "highlight of my day".

Com este post concordo mesmo, pq tb acho a Carla Matadinho um pãozinho sem sal e nao percebo como é que certas pessoas ganham a vida. A sair em revistas??

Não tenho o dom da palavra como tu, por isso no meu blog expresso-me doutras formas.

Visita-me em
famaldakitty.blogspot.com

Carla

Valquíria Vasconcelos disse...

Por favor, não uses o termo RP em vão. Ñão contribuas para espizenhar uma formação académica com cinco anos de 12 cadeiras por semestre, de 2 estágios e de uma tese de no mínimo 80 páginas para poder obter um diploma! Conheço muito boa gente mal conotada no mercado a propósito deste termo mal usado e que os atira para umas "mamalhudas" que estão à porta das discotecas!

Chama-lhes "recepcionistas", "festeiras", "gente influente de um jet7 minado", mas relações públicas não, ok? :)

by the way,em jeito de pazes, tens um artigo sobre mulheres solteiras depois dos trinta, muito interessante. Também dissertei sobre o assunto. Se tiveres curiosidade, passa aqui:
http://sotaoeskerdo.blogspot.com/2009/08/sozinha-aos-30.html

Beijinho grande