quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Pergunta da semana # 2




Qual é exactamente a função dos autocolantes "Bebé a Bordo" que se colam nos vidros de trás dos carros?

É para as pessoas conduzirem com mais cuidado, do género - Ah e tal, estava a pensar bater no carro da frente, mas pensando melhor e, tendo em conta, que leva um bebé, vou mas é bater no outro que está estacionado ali ao lado.?

E estes que há agora com os nomes das crianças, não são um bocadinho perigosos? Sei lá, eu não sou mãe, mas se fosse não me agradava muito a ideia de saber que toda a gente ficaria a saber o nome do meu filho por onde quer que eu passasse com o carro. Podendo qualquer um usar-se dessa informação em qualquer lado. À porta de uma escola ou de um infantário. Mas isto digo eu, que desde que recebo os comentários mais escabrosos aqui no blogue, acho que o mundo está cheio de pessoas más.

46 comentários:

Pocahontas na Cidade disse...

Eu também não sou muito apologista dos "bebé a bordo" com o nome das crianças...

Como também não sou apologista das pessoas que po~em fotos dos filhos no hi5...

Expõem os seus filhos ao perigo...

tcp disse...

Não podia estar mais de acordo!
Sou mãe e nunca usei essas coisas no carro.
Também era um pouco contra o meu filho ter de usar o nome gravado na bata do Infantário.

Nos tempos que correm todo o cuidado é pouco.

TulipaBranca disse...

oLÁ KITTY sou fã do teu blog que visito diariamente... resolvi comentar este post porque afecta-me particularmente como mãe que sou. Escusado será dizer que estou completamente contra td o que é exposição dos pequenotes.. quer nos blogues, aquelas fotos dos bebes e crianças a fazer gracinhas e tal.. quer naquelas camisolas/ malas/ relógios e afins onde aparecem os pequenos em pose com o nome e dedicatória... condeno quem o faz, pode ser com a melhor das intenções mostrar ao mundo quem nos enche de alegrias e aquece o coração, mas na minha opinião quanto menos exposição melhor. cada vez me convença mais que o mundo está podre!! Não é assim que mostramos ao mundo que gostamos muito mais dos nossos bebes... há outras formas de o fazer...
bjo grande

Ana C. disse...

Então e aqueles que dizem: Principe a Bordo, depois olhas lá para dentro e vês o puto a dar murros na cabeça da mãe?
Eu não gosto nem um bocadinho desses penduricalhos, aliás, dispenso quaisquer penduricalhos no carro.
Quanto aos que trazem o nome do rebento só imagino raptores a atrairem a criança pelo nome com um pacotinho de rebuçados.

Nany disse...

Tenho um desses no carro, não acho completamente descabidos, nem sequer o uso para que os carros que vão atrás de mim conduzam com cuidado. Uso porque achei piada ao dito autocolante.

Quanto ao nome para mim é indeferente. Quando vou com ele na rua chamo-o pelo nome, às vezes repetidamente e alto e bom som. A bata da creche essa tem o nome, o 1º apenas e é vestida e despida na creche. Não precisa de etiquetas na rua.
Claro que tenho medo, claro que todo o cuidado é pouco, claro que apesar de ter fotos no meu filho no blog não sou parva e sei que quem anda "por ai" com más intenções continua a andar.
Como qualquer mãe/pai protejo o meu filho, mas não acho que seja um autocolante que o vai prejudicar.
Nany

Rosinha disse...

Totalmente de acordo! Para além de não ter utilidade nenhuma, essa do nome do bebe...

Catarina disse...

la isso e verdade mas há gente pra tudo e deixam que os outros saibam tudo sobre as suas vidas

Jeanette Zork disse...

Já tenho feito essa pergunta a mim própria imensas vezes e, nunca consigo chegar a conclusão alguma.

Não tem lógica absolutamente nenhuma, qualquer dia vem com a foto da criança digitalizada também.

Isto há coisas mesmo estranhas, mas penso que a maioria usa, porque a outra maioria depois deles também o faz.

Sendo assim, o ridículo e mesmo perigoso, torna-se normal e aceitável.

Zork Kissis******

art.soul disse...

esses sinais são uma treta.
eu tenho uma bebé e nunca me passou pela cabeça colocar uma placa dessas, muito menos com o nome escarrapachado!

Lebasiana disse...

ESSAS COISA, ALÉM DE PERIGOSAS, SÃO PIROSAS E PASSAM FACILMENTE DE "PRAZO"!

há coisas que nao entendo... pronto!

jinhos

Anônimo disse...

Há várias coisas que odeio, nomeadamente, a que uma Mãe tem que ter uma carrinha (ou semelhante pois tem crianças), os benditos autocolantes a dizerem "bébé a bordo" (ou afins) e estes então com o nome para mim são do pior ....bem como aquelas coisas que se põem por causa do Sol.
Não tenho uma carrinha, tenho somente a linda cadeira azulinha da Maxi Cosi, não tenho nada na janela e ele lá anda com (ou sem) os seus belos óculos de Sol.
E depois se acham que as pessoas têm mais cuidado ou andar devagar por causa desses autocolantes devem andar distraídos :p
Isto para não falar na piroseira que são os autocolantes ...e mais: gabo-me de ter 1 filho e de não o deixar comer nem levar brinquedos para dentro do carro pois há interiores de alguns que são de fugir tal é a "lixeira" que lá está dentro lol
_ba_

PP_FANTASMA disse...

Miss Fane,
Um prodígio da observação crítica:)
Muito bem visto:)
Ks

Amarelo disse...

ridicula sociedade...
as pessoas sentem necessidade de mostrar o que possuem...
enfim!

Cristina Silva disse...

Caro anónimo:

As coisas que se põem por causa do sol, e que você odeia, na minha modesta opinião, são muito importantes. E sabe porque razão? porque o sol a bater nos olhos de uma criança é muito desagradável para a mesma. Você gosta? E em viagens mais longas, o sol a bater em cheio na cara de uma criança, é um autêntico suplício.
Devo esclarecer-lhe que não tenho uma carrinha (mas também não odeio quem tenha), não tenho autocolantes, porque de facto considero que não evitam os acidentes que energúmenos provocam.
Quanto a serem pirosos, não me pronuncio, apenas não colocaria nenhum com os nomes dos meus filhos, mais por razões de segurança, que penso serem as mais importantes. É uma exposição desnecessária.
Por fim, ao contrário de si, eu gabo-me de deixar os meus filhos comer dentro do carro, que horror, não acha? que grande porcaria, migalhas de comida!! E os brinquedos, tambem deixo levar, os que acho apropriados. E olhe, o meu carro não parece uma lixeira (bom, às vezes, se calhar anda lá próximo...), porque eu faço uma coisa que deve ser estranha para si: ASPIRO-O. Várias vezes. Esquisito, não?

Um abraço à Kitty

InêsN disse...

essa do nome prespegado no vidro do carro só vi uma vez e acho totalmente descabido!

(a outra não me aquece nem me arrefece)

Eva disse...

Transcrevo o meu pensamento de ontem ao ver um "Iara a bordo": Credo, ele há mesmo pais que não gostam dos filhos...não basta escolherem semelhante nome, ainda o pespegam no carro para um dia destes um meliante qualquer fazer alguma à criança!
E isto pensei eu que até me considero razoavelmente imprevidente, optimista e não tenho filhos!

Anônimo disse...

Esses autocolantes são uma forma de precaução e de consciencialização. Normalmente com um bébé a bordo conduz-se mais devagar. E bem sabemos que há quem tenha uma condução agressiva, por exemplo quem esteja atrás de nós e faça sinais de luzes, etc... Digo eu...
Quanto aos autocolantes com nomes, isso não. Nesse ponto concordo contigo.

Romãs Vermelhas

Mar disse...

Boa tarde, convidamos-te a conhecer o nosso blog que propõe um "desafio" aos seus visitantes a cada 15 dias.
Curiosa...? É tão simples, basta visitá-lo para ficares a saber mais.
Até lá!

Inês disse...

Quando vi esses autocolantes pela primeira vez, tb tive exactamente o mesmo pensamento: Que perigo!! Olha que coisa tão boa para um bandido qualquer atrair a criança com a maior das tranquilidades e ninguém desconfiar que o está a fazer, porque se sabe como ela se chama, é porque a deve conhecer... Enfim... Cada qual sabe de si, mas depois quando elas acontecem, não se deviam admirar... Beijos e parabéns pelo blog, Kitty Fane ;)

Anônimo disse...

Mas é proibido terem autocolantes nos vidros. Quando fui à inspecção com o meu carro, meteram-me uma cruz porque tinha autocolantes e alguns já vinham de fábrica. Tive de os retirar (e alguns não sairam completamente), para voltar à inspecção no ano seguinte. Maria_S

Nina disse...

Aqui há uns tempos comentei com o meu marido o porquê de colarem esses ditos autocolantes e ele deu-me uma visão da coisa... é que se por acaso o carro de trás tem algum stress com o conductor que tem esse autocolante sempre pode olhar e deixar passar porque pode ter o pequenote lá dentro e evitar confusões. Está bem visto desta maneira e nunca tinha pensado desta maneira!! Ah e nem sabia da existência de autocolantes com o nome das crianças... meu Deus...

prada disse...

È da maior sensatez e importância, este teu post e ganha ainda mais importância pela quantidade de pessoas que te visitam.

margarida disse...

Eu sempre achei fofinho, desde que era pequena, para cima dos 6 anos entenda-se, e via o autocolante do Vitinho no carro dos outros meninos. Agora mais crescida também já passei a fase de adorar esses com os nomes, depois comentava coisas do género "que nome tão querido!" "coitadinha da criança.." ou "é mesmo este nome que eu gostava de dar".
Há uns tempos, por causa da net e da pedofilia e dos predadores e coisas que tais dei por mim a ter esse raciocínio: a segurança nunca é demais. Abaixo os autocolantes com nomes, e todos em geral, que para os maluquinhos basta saber que há um bebé a bordo.

Capitão Microondas disse...

Esse autocolante só teu uma utilidade mas nunca o vi ser usado da forma correcta. Devia ser usado por nós, homens, sempre, mesmo sem filhos e sobretudo sem qualquer alusão aos mesmos. É uma questão de pragmatísmo.

Frutinha disse...

E es capaz de ter toda a razao!
Temos uma sociedade preocupada com o mundo da internet para os filhos e bla bla.. e depois cometem argoladas dessas. La vai um tipo mau a porta da escola chamar o Afonsinho, dar-lhe um bombom e fazer coisas maldosas.

CAP CRÉUS disse...

Tmabém não percebo porque os Pais se permitem a usar autocolantes com os nomes dos putos no vidro de trás.
Mas uso o autocolante que adverte da presença de criança no carro. Pode ser que sirva para os anormais que vão atrás de nós bem encostados.

Anônimo disse...

Não podia estar mais de acordo. Há pessoas que adoram dar nas vistas e exibir os filhos como se de um troféu se tratassem.
Nos tempos que correm temos que ter muito cuidado com estas exposições. Faz-me lembrar aquelas pessoas que escancaram as suas vidas nas revistas, nos cabeleireiros, nos cafés da esquina e por aí fora e depois fingem-se muito chocadas quando toda a gente fala da vida delas e já se sabe, quem conta um conto ...

Um beijinho

Helena

Anônimo disse...

Que giro!
Criticam quem tem um autocolante com o nome do filho no carro, mas depois tem fotos dos filhos no hi5 afins… Realmente a gente com uma mente muito distorcida para criticarem os outros.
Vânia

Pink Panther disse...

É que nunca tinha pensado nisso por esse prisma!

Eu por acaso tenho um autocolante desses mas sem nome... vinda qd comprei as cadeiras para o carro e achei piada e tb achei que realmente as pessoas qd vêm um carro com um autocolante desses têm de facto mais cuidado... um mito provavelmente...

Mas tens alguma razão no teu post... eu é k nunca tinha pensado nisso!

Bjs

Pink

Anônimo disse...

Lol estranho para mim aspirar o carro? Acho graça por ter dito o que EU acho piroso e ter dito que EU não deixo comer o MEU fiho no carro gerar isto...mas como não me conhece não sabe que eu além de aspirar tanto lavo tão bem o meu belo carrinho que existem pessoas que até sacodem os pés para lá entrar :p
Mais giro ainda é quase considerar-me uma "tresloucada" por deixar os olhinhos do Becas expostos ao Sol: sabia que eu por mês faço, no máximo, 500 kms com o meu carro? Ah e que moro na rua de trás do colégio do meu filho? E que moro a 4 kms do emprego?
Cada vez acho mais piada a estes "indignamentos virtuais": faça o que quiser no seu carro e com o seu filho que eu farei o mesmo e já agora não sou anónima se se der ao trabalho de ver :p
(desculpe Kitty mas não consigo resistir a estas coisas: façam como quiserem e sejam felizes pois é como eu faço também lol)
_ba_

Gata Preta disse...

´Bebe a bordo...enfim...até parece k a criança vai sozinha....

Isto dos comentários anónimos tem a sua piada...principalmente qd são 3 e 4 com o mesmo IP.

jopurdida disse...

Ora aí está uma coisa que me irrita solenemente... e quando são eles próprios a transgredir as regras de trânsito e a pôr os próprios filhos em perigo?!? Deviam ser multados no dobro, para não andarem a prestar falsos testemunhos.

Tiago disse...

eu a bordo?

gralha disse...

Explicação simples: os pais (especialmente os recém-pais) têm necessidade de anunciar aos 7 ventos que têm filhos. É o que acontece quando se está apaixonado, uma versão filial e automobilistica do coraçãozinho com o "Maria loves Manel" gravado nas árvores.

Cookie disse...

Com este post e tanto comentário, quase me convenciam que sou má mãe, por ter um autocolante com o nome da minha filha no carro. Além de pirosa, exibicionista, inconsciente e irresponsável... Só que há um PEQUENO pormenor. A minha filha NUNCA está sem supervisão de um adulto. Logo, perdoem-me a inconsciência, mas realmente não vejo onde é que está o grande perigo. Também é verdade que eu moro numa cidade pequena e talvez por isso não me preocupe exageradamente. O que não significa que coloque fotos ou sequer o nome dela na net. Sabem o que eu acho, os "radicais" que por aqui andam deviam ter coisas mais importantes com que se preocupar... Os referidos autocolantes incomodam alguém?!?!?!

costela de adão disse...

O autocolante ainda vá que não vá, talvez funcione como um aviso à navegação. Será que tem algum efeito psicológico? Os nomes já não me parece grande ideia, mas mais confusão me faz ver hi5 e facebooks e tudo isso com as fotos dos filhos dos seus autores/donos escarrapachadas. Não se deveria proteger a identidade das crianças ao máximo? Para mais nos tempos que correm? Também não sou mãe, mas não percebo.

steak and chips disse...

lol

acho o máximo haver tanto para dizer acerca dos autocolantes que alguns pais colam nos vidros dos seus carros :D

xoxo*

Cristina Silva disse...

Cara anónima que assina _ba_ (seja lá o que isto for):

Apenas escrevi a MINHA opinião, não lhe chamei em nenhuma parte do texto "tresloucada". Isso foi você que escreveu.
Conheço-a tanto como você conhece essa pessoas que põem coisas para o sol que você ODEIA.
Estamos a exprimir opiniões e eu apenas reagi à sua. Só isso. O resto é conversa de treta. A mim que me importa que os seus amigos se sintam obrigados a sacudir os pés cada vez que entram no seu carro. Problema deles, coitados...
Se clicar no meu nome, é direccionada para o meu blog e pelo menos tem uma forma de me contactar. Já eu, se carregar no seu "anónimo", nada acontece. Devo ser eu que sou burra, que não sei quem é a _ba_
As minhas desculpas, Kitty, por responder aqui, no seu espaço, mas
não há outra forma.

Um abraço e continue a escrever assim.

Anônimo disse...

Não sabia que tinha que se ter um blogue ou coisa que o valha pois é indecente clicarem no meu nick e não acontecer nada ahahahahah
aliás se tenho nick e não tenho "nome" é porque um dos requisitos essenciais para andar nesta vida virtual é ter defesas (sim leu bem) defesas para cá conseguirmos andar e nos manter um pouco incólumes ao que se vai passando pois se ainda não sabe vai descobrir que esta vida virtual consegue ser tanto ou mais agreste que a real mas pronto isto não tem nada a ver com o assunto ...embora eu ache que enfiou "a carapuça" lol
E depois se não me conhece também não sabe se as pessoas são obrigadas ou não a fazer o que fazem ... mas enfim deve ter acordado maldisposta e temos que ter sempre alguém em quem "malhar": ao fim de anos de chtas, foruns´, blogues (acabando por conhecer muitos dos nicks pessoalmente), de ter tido 2 modems queimados em casa (por ataques ao meu marido lol) isto para mim são "peanuts" :p`
(tenho que começar a prender as teclas para não vir inundar os blogues alheios ...sorry Kitty9
_ba_

Anônimo disse...

Nome da criança acho ridículo mas, por incrivel que possa parecer, as pessoas tem cuidado se virem um "baby on board" - não refilam tanto, tem cuidado nas ultrapassagens, no fundo respeitam a criança!

Cristina Silva disse...

Anónima _ba_

O meu profundo agradecimento por me ter esclarecido quanto aos perigos da vida virtual!! Ah é assim? Eu não sabia. Oh que desilusão!!!
(vamos lá ver se consegue perceber a ironia, ou tenho que fazer um desenho!).
Sra. Anónima, deixe lá de vir inundar os blogues alheios, como tão bem refere, com frases feitas sobre os perigos da vida virutual, tá?
Não seja ridícula, por favor.
Fico por aqui, por respeito à proprietária do blog, que tem mais do que fazer que aturar trocas de galhardetes de terceiros.
Quanto a si, Sra. Anónima, se quiser dizer mais alguma parvoíce, faça o favor de o fazer no meu blog.
Não vou perder nem mais um minuto consigo. Não vale a pena.

mãe pimpolha disse...

Eu não tenho esse autocolante no carro, porque não gosto de vêr, mas sendo enfermeira numa urgência pediátrica considero que até pode ser útil.
No caso de um acidente, se a equipa que presta socorro vir um desses autocolantes vai-se lembrar-se de procurar uma criança que possa estar incosciente, certo?
Pode parecer rebuscada a ideia, mas não o é, porque até sei que já aconteceu onde trabalho.
Como tal não me incomodam minimamente, apesar de continuar a não querer um no meu carro. LOL
Beijocas

Pinkk Candy disse...

olá!

eu acho esses autocolantes muito giros :-)
não acho que sejam perigosos!
e como as pessoas têm gostos diferentes umas das outras, e ainda bem, acho que cada um usa o que quiser e como quiser, desde que não ofenda ninguém :-)

xoxo

Pinkk Candy disse...

olá!

eu acho esses autocolantes muito giros :-)
não acho que sejam perigosos!
e como as pessoas têm gostos diferentes umas das outras, e ainda bem, acho que cada um usa o que quiser e como quiser, desde que não ofenda ninguém :-)

xoxo

João Cacelas disse...

Não tenho rigorosamente nada a dizer sobre o questão dos autocolantes do "bebé a bordo", visto que no dia deste post, o Nuno Markl o fez muitíssimo bem, no seu "Coisas que Acontecem".
Posso acrescentar sim, que esses autocolante, têm a sua génese numa publicidade à marca de papas Milupa.
Também posso acrescentar que têm tanta utilidade como os míticos autocolantes da Expo ou da Rádio Renascença (ah, espera, esse dizem "betinho a bordo" nas entrelinhas), que com certeza algumas pessoas que tanto troçaram com o "bébé a bordo" devem ter nas suas viaturas.

Nota:Podia felicitá-la pela excelente observação mas parece-me que se trata mais de uma boa ou razoável (dependendo do volume do rádio) audição do "Coisas que acontecem" desse dia, é que a frase está igual. ;)
Não me leve a mal. ;)

marcia disse...

Lamento discordar com a maioria das opinioes, mas acho que qq condutor tem um pouco mais de atençao ao ver um carro com com crianças a bordo. Exactamente o mesmo acontece com o transporte escolar ou deficiencia. Faço por ter uma conduçao consciente e nestas situaçoes tenho atençao redobrada. Nao e por ter um autocolante no carro que as crianças estao expostas.
A nao ser que as deixem sozinhas dentro do carro e fora do vosso alcançe!!!o unico perigo é o descuido e facilitismo dos pais. Desculpem mas estou em desacordo total com as vossas opinioes.